Soneto do Medo

pfss

Soneto do Medo

Tenho medo de chegar ao cais
Do teu porto e do navio negreiro.
Tenho medo de esperar demais
De ser a hora, mas não o primeiro.

Tenho medo de ficar pra trás
Mudar de nome e esquecer teu cheiro.
Tenho medo do seu “tanto faz”
Perder a hora e ganhar dinheiro.

Tenho medo de te amar Branquinha
E no verso do cartão de embarque
Lembrar-me que você não é minha.

Tenho medo de sofrer em excesso.
De sonhar com seu apelido
E acordar ainda mais ferido.

E tenho horror a escrever sonetos!
E me prender num verso
Onde já não cabes mais.

 

Anúncios

Uma resposta para “Soneto do Medo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: